25-27 octubre 2017
Dos Sedes: Aulario "José Luis Massera" / Aulario Área Social y Artística
UTC timezone
Están disponibles las plantillas para presentaciones orales y pósteres :: Cronograma Final Disponible
Inicio > Timetable > Session details > Contribution details

Contribution Presentación oral

Educación superior, política y sociedad

PARA ALÉM DA EDUCAÇÃO: AS PESQUISAS DE INTERNACIONALIZAÇÃO PRODUZIDAS POR DISTINTAS ÁREAS DE CONHECIMENTO

Oradores

Autores principales

Contenido

RESUMO: A perspectiva de internacionalização vem se consolidando como uma tendência da Educação nas últimas décadas, tal concepção se atrela ao conceito de globalização e aparece de maneira significativa na construção de critérios de avaliação e aferição de qualidade às universidades. Em um mundo cada vez mais interconectado e com mercados competitivos, a internacionalização pode emergir como um critério de distinção entre as diferentes instituições de ensino, esta perspectiva possui uma relação direta a noção de qualidade isomórfica da Educação Superior (MOROSINI, 2014).

Não podemos deixar de considerar ainda, que a concepção de internacionalização pode estar imbricada - da mesma forma - com a noção à qualidade com equidade, nesse sentido, não se busca a transnacionalização, mas respeita-se o local, à história de cada de instituição e a formação de um cidadão global (indivíduo que saber lidar com a complexidade da realidade em que está inserido, intervindo de maneira crítica e criativa na mesma).

A internacionalização é um tema multifacetado e abrangente, que acaba por influenciar e impactar outras áreas de conhecimento. Estas, por sua vez, utilizam referenciais teóricos e metodológicos que podem ser até distintos do campo da educação, mas que se tornam complementares e necessários para a compreensão deste fenômeno. Surgem assim, concepções multifacetadas do que é a Internacionalização, qual sua importância para a Educação Superior e de que forma a mesma deve ser implementada nas instituições.

Partindo destes pressupostos, o presente trabalho busca identificar a produção acadêmica sobre Internacionalização da Educação Superior em estudos desenvolvidos entre 2014 e 2016, a partir de Programas de Pós-Graduação brasileiros; reconhecendo as áreas de conhecimento que produziram as pesquisas dentro da temática, os principais referenciais metodológicos utilizados, e por fim qual a concepção de internacionalização apresentada por esses estudos.

A metodologia empregada na produção dos dados se utiliza de princípios de Estado de Conhecimento - Morosini e Nascimento (2017) - com foco na pesquisa bibliográfica de abordagem descritiva e tendo como fonte de dados teses e dissertações (Morosini, 2015). disponibilizadas junto a Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (BDTD/IBICT).

Os resultados apontam a complexidade no qual que se insere o contexto da Internacionalização da Educação Superior à luz da produção acadêmica brasileira, principalmente no que se refere aos desdobramentos dados na tratativa dos fenômenos relacionados. Um outro aspecto evidenciado é a forma como diferentes Programas de Pós-Graduação, para aqueles além da área da Educação, se colocam no entendimento das da temática, trazendo para o campo de estudos novas perspectivas teóricas, metodológicas e também epistemológicas.

PALAVRAS-CHAVES: Estado do Conhecimento, Internacionalização da Educação Superior, Interdisciplinaridade.

BIBLIOGRAFIA:

Morosini, M. C. (2015). Estado de Conhecimento e Questões do Campo Científico. Revista da Educação, (40), 1, 101-116..

Morosini, M. C. (2014). Qualidade da Educação Superior e Contextos Emergentes. Revista Avaliação (19), 2, 385-405., (40), 1, 101-116.

Morosini, M. C., Nascimento, L. M. (2017). Internacionalização da Educação Superior no Brasil: A Produção Recente em Teses e Dissertações. Educação em Revista, 1, 1-27.